quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

CITAÇÕES DE PLATINA [XXII]



«Debord [1931‑1994] atraiu a atenção da sua época não só pelo trabalho teórico e prático, mas também pela personalidade e pelo exemplo vivo que representava. A sua glória é a de nunca se ter preocupado com carreira ou dinheiro, não obstante as inúmeras solicitações; de nunca ter desempenhado um papel no Estado, nem obtido um único dos seus diplomas, excepto o do ensino secundário; de não ter tido contacto com as celebridades da sociedade do espectáculo e de não ter utilizado os seus canais; e de, a despeito de tudo, ter conseguido ocupar um lugar importante na história contemporânea. [Guy] Debord aparece como um exemplo de coerência pessoal que não decorre, como no caso de outros, de um ideal ascético, mas de uma autêntica aversão ao mundo circundante.»


Anselm Jappe

In Guy Debord [1999: ed. rev. e aumentada (1993: 1.ª ed.)]. Trad. de Iraci D. Poleti e Carla da Silva Pereira. Lisboa: Antígona, 2008, p. 131.

Etiquetas:

0 Leituras da Montr@:

Enviar um comentário

Montr@ das Leituras:

Criar uma hiperligação

<< Home