sexta-feira, 14 de maio de 2010

Citações de Platina [XXVI]


«Proust e Taylor travaram uma batalha planetária sobre o destino do Tempo para toda a humanidade. Sem se conhecerem pessoalmente, exemplifica‑se neles o conflito entre dois modos de reflectir (um é considerado decadente; o outro, progressista) sobre a memória individual e de época. O nosso presente é condicionado pela vitória — aqui e agora — do futuro sobre o passado. E nunca como hoje os significados ligados a essas simbologias temporais foram mais inadequados. O chamado «tempo livre» é, na realidade, tempo produtivo, tempo subordinado ao espírito do capital. A produção do tempo, o Tempo‑mercadoria, simplificou‑se com a quantificação tecnológica. O facto de que o tempo deva ser perdido expressa involuntariamente a verdade do prolongamento do tempo de trabalho no tempo livre, da invasão estrutural do primeiro relativamente ao segundo.»

Massimo Canevacci

In Antropologia do Cinema,
trad. [adaptada] de Carlos Nelson Coutinho,
Editora Brasiliense, São Paulo, 1984, pp. 147‑148.

Etiquetas:

0 Leituras da Montr@:

Enviar um comentário

Montr@ das Leituras:

Criar uma hiperligação

<< Home