sexta-feira, 24 de fevereiro de 2006

AMOR


Acerca da gasta madrugada terás tu virgem

a vogal?

E se ver‑te é já ver‑me em verso

é porque sermos será sempre a presença espúria

de ser…


Impossível a palavra principal. (O lume

mesmo aceso magoa a água.)


Não posso perdoar a alegria de ter‑te.


Eurico de Carvalho


Segunda publicação
do poema: 31.I.1987

(«Jornal de Notícias»:
Página da Juventude).

Etiquetas:

0 Leituras da Montr@:

Enviar um comentário

Montr@ das Leituras:

Criar uma hiperligação

<< Home