quarta-feira, 15 de março de 2006

UM DISCO PARA A VIDA TODA [I]




CECILIA BARTOLI


A faixa n.º 10 da «Opera Proibita» ecoa deleitosamente nos meus ouvidos. Trata‑se da Ária do Prazer: «Lascia la spina,/Cogli la rosa…» Händel! Mas podemos nós colher rosas sem espinhos? A melodia diz‑nos que não! Tem este subtítulo: «O Triunfo do Tempo e do Desengano». Aqui, para além da voz da Cecilia Bartoli, da qual me escapam os adjectivos, surpreende‑me a facúndia dos silêncios, marcando o carácter efémero do gozo. Terá mesmo de ser assim? Quero crer que não! O disco encheu‑me a alma de um caldo inesperado de sons e pensamentos sobre o desejo de viver: «Is a wild call and a clear call that may not be denied» (John Masefield).

Eurico Carvalho

In «O Tecto»,

Ano XVIII, n.º 54,

Julho/2006, pág. 2.



0 Leituras da Montr@:

Enviar um comentário

Montr@ das Leituras:

Criar uma hiperligação

<< Home